16/01/2020 às 16h19min - Atualizada em 16/01/2020 às 16h19min

Pimenta-do-reino, bovinocultura e comercialização quilombola são destaques no Extremo Norte do ES

Por Redação
Divulgação/Incaper/Folha Espirito Santo

As ações realizadas pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) envolvendo bovinocultura, comercialização quilombola e a pimenta-do-reino deixaram boa impressão e produziram bons resultados nos municípios do Extremo Norte capixaba no ano de 2019.

São cinco os municípios que compõem o Centro Regional de Desenvolvimento Rural (CRDR) do Incaper Extremo Norte: Ecoporanga, Montanha, Mucurici, Pedro Canário e Ponto Belo. Dentre eles, destacaram-se as ações realizadas em Mucurici, Montanha e Ponto Belo.

“Apesar das limitações, as ações foram um sucesso. Os colegas fizeram uma boa mobilização e os palestrantes eram muito bons. Essas ações geram atendimentos e visitas, o que ajuda a viabilizar a diversificação agrícola e abrir novos canais de comercialização, além dos oficiais”, afirmou o Coordenador do CRDR Extremo Norte, Lázaro Samir Abrantes Raslan.

Estes assuntos são prioridade em 2020. O planejamento da coordenação é aumentar a diversificação agrícola dos municípios contemplados pelo CRDR Extremo Norte e, ao mesmo tempo, abrir novos canais de comercialização e beneficiamento da produção. Além disso, também estão planejados treinamentos de produtores e ações voltadas para o desenvolvimento regional.

Veja os municípios que se destacaram na Região Metropolitana e as respectivas ações desenvolvidas pelo Incaper e parceiros:

Mucurici

No município de Mucurici, o destaque foi a realização de um Dia Especial de Bovinocultura, em junho. Mais de 200 pessoas participaram do evento, entre estudantes dos ensinos técnico e superior, autoridades, técnicos e produtores rurais do Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais. O Dia Especial foi organizado em quatro estações: a primeira sobre o capim BRS Capiaçu; a segunda sobre os cuidados e as estratégias para a criação de bezerras leiteiras; a terceira sobre suplementação alimentar na dieta de animais leiteiros e a quarta sobre qualidade do leite.

Ponto Belo

Uma das principais atividades agrícolas de Ponto Belo, a pimenta-do-reino foi destaque em encontro realizado em novembro. “As áreas implantadas no município dedicadas à cultura praticamente triplicaram nos últimos quatro anos, chegando a quase 90 hectares. Cerca de 85% dessas áreas estão em plena produção, movimentando assim a economia rural, o comércio local e a mão-de-obra no campo. Contudo, os agricultores do munícipio ainda careciam de informações e práticas de poda, uma vez que as lavouras existentes ainda podem elevar as suas produtividades e igualar a média de produção em relação a outros munícipios”, disse Adriano Spínola Coordenador do Escritório Local de Desenvolvimento Rural do Incaper (ELDR) de Ponto Belo.

Montanha

O município de Montanha recebeu em 2019 a visita do Projeto HorizontES em Extensão. A comercialização de produtos da agricultora familiar por meio de diversos canais, envolvendo famílias quilombolas, foi um dos temas de destaque. Na ocasião, a comitiva visitou o Quilombo Santa Luzia. A agricultora Ingrith Atanázio Emílio, que vive com a família na comunidade, reforçou a importância do Incaper no processo de reconhecimento da identidade daqueles produtores. “O Incaper desenvolve trabalhos apostando na comunidade. Tem gente que nem sabe da nossa existência, mas o Incaper sabe”, afirmou. Com informações do Incaper.

Texto: Hércules Nascimento e Juliana Esteves

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp