07/02/2020 às 23h35min - Atualizada em 07/02/2020 às 23h35min

Alunos de Baixo Guandu são acolhidos com música e dinâmica sobre novo ano letivo

A iniciativa foi do professor Bruno Henrique Castro de Sousa, que propôs aos alunos que transformassem as músicas em um questionário. Cada aluno foi desafiado a buscar cinco respostas entre os colegas.

Por Redação
Divulgação/Folha Espirito Santo

Os alunos do Ensino Fundamental da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) José Damasceno Filho, em de Baixo Guandu, foram acolhidos na primeira aula de Língua Portuguesa com a canção “O amanhã sempre lhe trará o novo”, do cantor e compositor capixaba Leandro Barros.

A iniciativa foi do professor Bruno Henrique Castro de Sousa, que propôs aos alunos que transformassem as músicas em um questionário. Cada aluno foi desafiado a buscar cinco respostas entre os colegas.

“Eu queria descobrir o que meus alunos gostariam de encontrar na escola, no novo ambiente. Segundo eles, é necessário acreditar em si mesmos, pois dessa forma as situações adversas e as possíveis pessoas que impedem nosso crescimento desaparecem ou são anuladas, dando abertura para que todos possam conhecer quem verdadeiramente você é”, explicou o professor.

“O amanhã, o futuro, sempre trará algo novo. Mesmo após erros e tentativas malsucedidas, encontramos com esforço, o tão desejado sucesso, por isso é importante estar aberto à novas experiências”, disse a aluna do 9º ano, Ana Amélia Chaves de Oliveira.

Após essa atividade, os estudantes produziram textos acerca do tema estudado na canção e as expectativas deles para o ano letivo que se inicia. “A ação contribuiu para que os alunos pudessem se conhecer, reconhecer-se através de suas limitações e, principalmente, através de suas potencialidades. Foi possível associar a proposta de produção escrita a partir dos gêneros, observando o contexto de produção e recepção em que ocorrem. É importante dizer que o aluno não só reconheceu as diferenças em relação à modalidade escrita, mas tratou o gênero oral com suas características, tanto na forma composicional como no estilo, respeitando as variedades linguísticas adequadas a cada contexto”, explicou o professor Bruno. Com Assessoria de Comunicação da Sedu.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp